02/09/2016

DESABAPHO #1 Eu me amo, e isso não é rude


Ontem foi quinta-feira e eu não consegui dormir direito. A culpa não foi minha, juro! Eu desliguei o wifi, o celular, a luz e o ventilador. O problema de verdade foi um barulho irritante, bem pior que qualquer carro de campanha política dando voltas em slow motion pela minha rua, tocando a música do candidato Beltrano de Tal em repeat. A minha cabeça não parava de doer, não me dava descanso e foi assim que esse questionamento teve seu início, só quando a minha paz teve fim.

No café da manhã, descobri que uma pessoa que eu nunca troquei mais que quinze palavras confessou para algumas conhecidas que me odeia declaradamente. Pode parecer bem infantil da parte dela, e mais infantil foi eu ter ficado chocada com algo que realmente não tem importância nenhuma em minha vida. Afinal, por que nutrir sentimentos, bons ou ruins, por alguém que não tem um papel bem definido na sua rotina e um espaço no seu coração?

Quero dizer, eu sempre notei a forma como ela ignorava tudo o que eu dizia. Sou ingênua em alguns momentos, tudo porque ainda teimo em acreditar no melhor das pessoas. Isso tem muito a ver com criar expectativas e talvez o meu mapa astral explique isso e o porquê eu decidi dar espaço para um sentimento tão ruim... Não era pra ser assim. Todo mundo está cansado de saber que o mundo anda cheio de problemas e que ainda é bem chato cultivar pessoas tóxicas.

Como não poderia ser diferente, tentei tirar algo bom disso. O que o ódio gratuito alheio pode me oferecer, se não uma pulga irritante atrás da orelha e uma chance de fazer uma auto-análise? Acabei de me dar conta, antes mesmo de acabar esse texto, que isso é um conselho valioso, então, lá vai: ódio alheio pode lhe trazer benefícios incríveis, como autoconhecimento, que ocasiona a paz de espírito e transforma você, e todos que compartilham da mesma energia, em pessoas melhores.

Eu não queria usar aquele papo de "pessoa superior", porque trata-se de algo que está muito além disso. Quando você ignorar um hater, você não está sendo superior. Quando você recebe uma grosseria e tempos depois, essa pessoa se encontra em uma situação ruim e espontâneamente, você estende a mão, você não está sendo superior. Eu não acredito nisso... Acho que tem mais a ver com como você se ama tanto a ponto de se privar de comparações e energias que possam comprometer a saúde do seu espírito.

No mesmo dia, horas mais tarde, recebi mensagem de um amigo me elogiando, por razão nenhuma. Não é meu aniversário e nem ganhei uma promoção, tudo bem? Ele só sentiu vontade e o fez. Depois de um tempo conversando, desabafei com ele sobre o caso e o mesmo comentou que isso ainda era muito normal entre humanos e que talvez, ele tivesse a resposta necessária para explicar todo esse feeling desnecessário e agressivo ao sistema nervoso da mesma, que essa pessoa tem por moi.

Transparente, ele me disse. Sim, eu choro, rio de coisas que eu acho engraçadas e fico séria quando falo de trabalho. Provavelmente, alguém já me viu cantando pra janela do ônibus ou saltitando enquanto ando. Não tenho medo de dançar do jeito que eu quiser e de me apaixonar, Mentira, eu tenho medo de me apaixonar sim, mas isso é papo para outra sexta-feira. O que eu não posso deixar pra lá e que vocês precisam entender é que se eu sou transparente, é porque aparentemente eu me amo.

Calma aí! Toda essa história vai começar a fazer sentido agora. Eu tenho muito orgulho de tudo o que conquistei até aqui. Passei por muitas situações complicadas, assim como muita gente que eu conheço e acho que a melhor forma de demonstrar admiração por quem nós somos, é externar isso: estar feliz quando der e se der, tratar bem as pessoas independente de qualquer motivo e mostrar pro mundo que estaremos preparados para dias ruins, porque sabemos que eles tem data de validade.

Infelizmente, ainda confundem "me amar" com "me achar" e batem o pé, no peito e contaminam com achismos equivocados que se uma pessoa se ama, é porque é metida, rude, egoísta e não dá espaço para outras pessoas brilharem. Girls, isso não é uma competição! Passamos o tempo todo lutando contra o que alguns caras dizem sobre nós, e não é agora que vamos deixar de tornar o mundo e todo lugar por onde passarmos mais brilhante e por conta do que somos.

Por isso, entenda que não tem nada de errado em se respeitar. Tenho certeza de que você que está lendo isso, mas poderia estar assistindo algum vídeo no Youtube, tem muita coisa pra contar pro universo inteirinho. Não está errado se orgulhar disso, não! Tudo bem que tudo tem limites, a gente não pode, nem deve ficar cantando vitórias a todo instante. A gente perde, às vezes, e só não pode perder a vez de tentar: ser alguém melhor e ter a chance de dar a resposta que ninguém espera. Seja mais do que as pessoas esperam que você seja, não se envergonhe do seu amor próprio e vamos a luta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.
Criativitea © , All Rights Reserved. BLOG DESIGN BY Sadaf F K.